Qual será a cara do varejo para o futuro?

No início, o varejo físico tinha apenas um canal de comunicação com o consumidor: a loja. Hoje com a grande variedade de comunicação as empresas precisam se adequar às mudanças do mercado, sem correr o risco de perder o foco.

Mais do que um simples produto, o consumidor quer receber uma oferta completa, uma experiência. Isso muda a relação de um consumidor com a marca e fideliza o cliente.

Atualmente a preocupação do varejo é levar o público final a interagir com suas marcas e produtos, disponibilizando canais, modelos, rotinas, programas e ações capazes de engajar o consumidor. Ao incorporar as novas tecnologias os varejistas conseguem customizar e segmentar quase todos os seus produtos.

Cada vez mais, os comerciantes desenvolvem todas as suas operações tendo o cliente como parte central. Do atendimento ao sistema de gestão, os varejistas também pensam de fora para dentro, pois precisam inovar para não deixar de existir nos próximos anos.

As companhias estão assumindo na prática seu papel na cadeia de transformação sustentável da sociedade e dos mercados, dando mais importância ao relacionamento de longo prazo com o consumidor do que o ganho imediato.

No futuro, o varejo tende a ser mais mobile e convergente. A ideia é buscar formas diferentes de expor seus produtos e construir sua marca. Para isso vale compor seu portfólio de ofertas juntando produtos de terceiros, afinal o mais importante é satisfazer o consumidor do que só vender produtos de marca própria.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *