Blitzscaling: passe rápido de fase

Idealizado por Reid Hoffman, fundador do LinkedIn, o conceito de Blitzscaling explica a trajetória de negócios que conseguem acelerar seu crescimento e “passar de fase” rapidamente.

Para entender melhor esse modelo, precisamos conhecer as cinco fases de escala de uma empresa: Família, Tribo, Vila, Cidade e Nação.

Em cada estágio, o modo como você enxerga as áreas e funções, do capital à gestão de pessoas, muda significativamente. As características de cada um estão descritas a seguir:

Família

• Identificar uma oportunidade na qual você tenha uma vantagem competitiva;
• Criar os alicerces de um pequeno (grande) negócio;
• Construir um produto que responda a uma necessidade única em um mercado inexplorado (product/market fit).

Tribo

• Ajustar o product market fit com os aprendizados que tiver;
• Mover-se rápido para ganhar dos competidores;
• Aumentar o time, incluindo novas funções operacionais para que a equipe de produto consiga focar no desenvolvimento;
• Foco na execução;
• Preparar as bases para escalar e crescer.

Vila

• Comunicação interna e manutenção da cultura;
• Preparar as bases para escalar e crescer;
• Decidir o momento certo de escalar e criar um plano de crescimento;
• Lidar com os concorrentes. Nesse momento, tenha ao seu lado pessoas que compreendem o mercado global em uma perspectiva local.

Cidades

• Criar novos processos, sem burocratizar a empresa e reduzir a velocidade;
• Ganhar eficiência sem perder velocidade;
• Eficiência na administração dos recursos (pessoas, capital e infraestrutura) em larga escala, com a ajuda de dashboards e gestão à vista.

Nações

• Comunicação clara entre milhares de funcionários, mesmo com diferenças geográficas e culturais;
• Ganhar o mundo mantendo o ritmo de startup;
• Escalar a cultura para o novo tamanho do time;
• Manter mais do que uma linha de produto para expandir.

Por fim, blitzscaling são empresas que criam massivamente novos empregos e as indústrias do futuro.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *